Como nossas campanhas para sindicato alcançam milhões de pessoas por mês

Junte-se a mais de 7.000 lideranças

Entre para nossa lista e receba conteúdos sindicais exclusivos e com prioridade

Como nossas campanhas para sindicatos alcançam milhões de pessoas por mês

Hoje, produzimos e gerenciamos campanhas para sindicatos que alcançam milhões de pessoas por mês.

E aqui vamos contar o nosso segredo.

Planejamento como parte da estratégia

A primeira coisa que preciso te perguntar é: qual o seu desejo de mudança?

– Quero que meus filiados estejam mais mobilizados.

– Quero que a sociedade nos veja com outros olhos.

– Quero que a minha base valorize nossa atuação e se filie ao sindicato.

– Preciso enfrentar um projeto do governo.

Se alguns desses é o seu objetivo, ele precisa passar necessariamente pelo planejamento.

Antes do design sair criando “na louca” qualquer peça, é necessário ter clareza sobre onde se quer chegar e traçar uma estratégia para isso.

Desse modo, cada peça é pensada em uma cadeia de raciocínios para levar a pessoa que recebe o material a desencadear uma ação lá na frente.

Então, pouco adianta fazer um monte de memes batendo em políticos sem um propósito claro (via de regra, isso vai contribuir mais para a antipolítica que, na prática, beneficia a extrema-direita).

“O que você realmente quer mudar?” Essa é a resposta que será a base para o planejamento.

Pensar lá na frente é essencial para se ter resultados efetivos.

A partir disso, é preciso estabelecer a abordagem e os elementos que farão parte de cada conteúdo como a estética, a identidade, a linguagem, o texto e os gatilhos mentais. 

Entrega de conteúdo

Logo em seguida, é preciso estabelecer as estratégias de alcance com a equipe de social mídia.

Aqui, na Abridor de Latas, temos um setor que atua exclusivamente para isso, trabalhando junto com o planejamento quais serão as táticas para que essas peças atrativas cheguem até as pessoas.

Em outras palavras, é o processo responsável para estabelecer o que será feito para que a publicação chegue na timeline da galera nas redes sociais.

Já pensou que, sem isso, sua campanha não terá nem a oportunidade de ser vista pelas pessoas? E se ela não alcançar as pessoas, não servirá ao seu propósito.

Então, quero te dizer que só pensar o design e não executar as estratégias para alcançar o objetivo não trará muitos resultados, pois a segunda etapa para uma campanha de sucesso estará sendo pulada.

Quero compartilhar com você um exemplo: essa segunda etapa foi o pilar para que a Campanha Contra a Reforma da Previdência que fizemos para que a Associação dos Professores da UFPR (APUFPR) viralizasse e alcançasse em um mês, mais de 1 milhão de pessoas.

Um detalhe importantíssimo: 95% foi alcance orgânico, ou seja, não pagamos para alcançar esses números.

É muito comum entidades sindicais criarem campanhas que atingem poucas pessoas e geram quase nenhum engajamento.

Já na Abridor de Latas, nós aplicamos estratégias para fazer com que os materiais cheguem até as pessoas, causem impacto e recebam milhares de curtidas, comentários e compartilhamentos.

Atrair para conquistar

Vencida a etapa da entrega do conteúdo, vem o que chamamos de atração.

Criar peças encantadoras é um preceito para qualquer campanha.

E dizemos isso porque ciar peças bonitas, com um design atraente, é o mínimo que se espera em uma campanha de sucesso.

Pense comigo: as pessoas acessam uma rede social, vão rolando a timeline da rede social e uma infinidade de postagens vão aparecendo até elas pararem para ver algo com mais calma (as pessoas fazem isso o tempo todo). É uma decisão que ela toma em menos de dois segundos. 

Sim, esse é tempo o sindicato tem para convencê-la a parar e ver o material.

Se ela não parou: você não conseguiu. Provavelmente o conteúdo não foi atraente o suficiente.

Agora, se ela parou, significa que alguma coisa conquistou a atenção dela. Um design excelente, uma imagem impactante, uma mensagem que traz uma reflexão interessante? Algo foi eficiente para manter a atenção.

E acontece o que a partir daqui?

Se você pensa que campanha é só fazer uma imagem bonita e para justamente aqui, sabe o que vai acontecer? Infelizmente, a pessoa seguirá rolando a barra da timeline.

Conteúdo estratégico para o sucesso de campanhas para sindicatos

Pensando ainda no caso acima, o que estará escrito na peça e no texto que acompanha a imagem determinará se a pessoa dará o próximo passo.

 

Então a elaboração do conteúdo é fundamental, tanto quanto a “beleza” da peça.

Nessa etapa, quando elaboramos campanha para sindicatos, usamos técnicas de marketing, como gatilhos mentais, para que ela possa dar o próximo passo. Ela precisa interagir com o sindicato. Isso se chama engajamento

Essa é uma das etapas mais importantes, porque demonstra que algo foi tão relevante que a pessoa fez algo a mais com aquele material: clicou nele, comentou, reagiu ou compartilhou para que mais pessoas fossem alcançadas. 

Esses são alguns dos principais indicadores do resultado de uma campanha.

Via de regra, os materiais dos sindicatos acabam alcançando apenas as pessoas de sua própria base ou de sua “bolha”. Isso é importante, afinal, é necessário que o seu público ou sua categoria tenham acesso à campanha que a sua entidade criou, principalmente se for uma ação mais interna (como uma campanha de filiação).

Mas se o objetivo da campanha for alcançar um público maior e se inserir na sociedade para mudar a realidade, aí é preciso ir muito além e “furar a bolha”, buscando uma conexão com aqueles com os quais você não tem conexão, para que mais pessoas sejam impactadas por sua mensagem, formem opinião favorável à sua causa e passem a apoiar a sua luta. 

Então não adianta querer fugir dos temas polêmicos.

Pode estar passando na sua cabeça que isso vai gerar milhares de comentários negativos.

Sim, dependendo do tema, provavelmente vai.

A questão central para alcançar os objetivos traçados lá no começo está nessa simples ação: O que será feito com esses comentários?

Conexão é fundamental, mesmo quando você está sendo xingado

A conexão é a base de nossas campanhas para sindicatos. Um dos objetivos é conseguir que os filiados ou a sociedade interajam com os sindicatos. Nessa etapa, não importa se esse diálogo é negativo ou positivo.

Ele deu corações, ela curtiu e outro compartilhou?

Ótimo, isso é um sinal de que a campanha está cumprindo com alguns dos objetivos já de cara, e de que a estratégia, um bom design e um texto persuasivo estão ajudando a alcançar as pessoas.

Mas em relação aos demais usuários, o que deve ser feito?

Simples assim: é necessário monitorar a todos e decidir o que fazer, um a um. Abaixo você pode ver o resultado real de uma de nossas campanhas.

É isso mesmo, 34 mil comentários em um ano em uma de nossas campanhas!

Nós revisamos 100% dos comentários feitos nas páginas das entidades e das campanhas que gerenciamos. Nenhum fica solto, afinal, é improdutivo quando uma página fica repleta de ofensas, xingamentos, mensagens e imagens impróprias.  

Nas páginas que administramos isso não acontece. Para cada caso fazemos uma ação, de acordo com os propósitos e objetivos da campanha.

Para fazer interações é preciso ter experiência

É preciso saber tratar de temas complicados quando surgem comentários do tipo “acabou a mamata para os sindicatos”, “cai fora petezada” e “privatiza tudo”.

Sem dúvidas, nos dias atuais, o trabalho é duro, porque a cultura do ódio faz parte da estratégia de guerra dos setores extremistas.

Mas para uma campanha de sucesso, somente conhecimento político não bastará. É essencial muito jogo de cintura e gentileza.

Mas quero compartilhar com você essa estratégia nos permitiu alcançar os números abaixo na em uma das campanhas que conduzimos contra a privatização da Petrobrás:

Eu quero que você observe que esse não é o número de pessoas alcançadas, mas o de interações (curtidas, comentários, compartilhamentos e cliques) na página de Facebook da campanha.

Mais de meio milhão de interações que contribuíram para alcançarmos quase 7,5 milhões de pessoas em um ano. 

Agora, imagine o quanto é complexo defender uma empresa estatal que foi vítima, durante anos, de seguidos ataques da velha mídia e de setores que estão de olho no petróleo brasileiro. Ou defender os serviços públicos, que sofrem seguidas campanhas de difamação.

Claro que com esse volume aqui, na Abridor de Latas, temos pessoas voltadas exclusivamente para responder aos comentários em tempo integral.

Isso mesmo, somente para responder.

Não é para criar.

Não é para postar.

Não é para executar estratégias nas redes.

É somente para utilizar conhecimento político e jogo de cintura para responder comentários e proporcionar o acesso a conteúdos que poderão lhe dar uma nova visão de mundo e uma percepção diferente da realidade, de acordo com o objetivo de cada campanha e da linha de atuação da entidade.

E esses números se referem às respostas em apenas uma das muitas campanhas que conduzimos ao longo do ano! 

Isso é muito valioso porque surgem oportunidades para que possamos aprofundar assuntos, indicar links de outras matérias da mesma campanha, sentir a recepção das pessoas e até medir a temperatura política do momento. 

É importante ter em mente que nem todas as pessoas que comentam nas páginas e se posicionam contr a campanha são haters ou extremistas, a imensa maioria está apenas mal informada, e isso nos dá grandes oportunidades de diálogo.

Robôs crescem a cada dia

Antes de começar o diálogo é importante verificar se o usuário em questão é uma pessoa, um perfil fake ou um bot (robô).

Não adianta querer convencer uma máquina. Tivemos casos que um perfil chegou a enviar 17 mensagens em 30 segundos. Em apenas 3 minutos já eram 65 comentários. 

É preciso ter atenção. Estima-se que 50% do tráfego do Brasil hoje sejam robôs. Então, sim, é muito robozinho aparecendo no meio da sua campanha.

O objetivo desses robôs que aparecem nas campanhas que gerenciamos não é conseguir mais seguidores, mas de conduzir ataques e forjar discussões artificiais. As estratégias vão desde manipular debates a disseminar notícias falsas e influenciar a opinião.

Você já pensou quanto seu sindicato tem se desesperado com robôs?

Campanhas para sindicatos: Conversão

Depois de verificado se o perfil é real, é hora de buscar o diálogo com as pessoas “de verdade”.

Às vezes, pode parecer que não, mas é possível convencer a sociedade, ou mesmo o membro da sua categoria. Mas não ache que isso acontecerá com um passe de mágica. É necessário muito empenho e dedicação.

Observe a mensagem abaixo:

Para se chegar a isso foram mais 65 interações para o convencimento.

Este usuário, agora, está firme, acompanhando as postagens e ajudando no esclarecimento de outras pessoas.

Ele já fez mais de 170 comentários, até o momento.

Manutenção dos “convertidos” à causa

As campanhas que fazemos para sindicatos chegam muito longe. É comum passarmos de 3 milhões de pessoas alcançadas por mês.

Mas nossa proposta de trabalho vai muito mais além de “somente” chegar até as pessoas.

Nosso objetivo é a formação e o amadurecimento político, para que haja transformação verdadeira.

Por isso, para que a formação comece a gerar resultados, recomendamos que uma campanha tenha, no mínimo, três meses.

Por causa dos resultados, muitos sindicatos acabam prologando a ação e, inclusive, a tornam permanente.

Como assim, permanente?

Pense bem: seu sindicato e sua categoria vivem sob constantes ameaças. Por que não rebater o ataque na mesma intensidade de governantes, patrões e grupos extremistas?

Dependendo da sua categoria, principalmente se for no serviço público, os ataques nunca acabam. Às vezes até se intensificam. É uma verdadeira guerra.

Se deixar os trabalhadores sem uma formação constante, em pouco tempo a opinião deles muda novamente. Desse modo, a conquista é momentânea.

A mesma coisa vale para os filiados conquistados. Se esse grupo não enxergar o trabalho da diretoria e que estar ali filiado ao sindicato vale a pena, da mesma forma que eles vêm, vão embora.

Claro que para campanhas como foram as contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista, e a atual contra a Reforma Administrativa são ações diferenciadas, mas precisam ser mantidas até a data de votação ou até que sejam derrotadas.

Campanhas para sindicatos: o passo mais importante

Como você viu, quando se trata de campanhas para sindicatos, é necessário muito mais do que somente postar nas redes sociais as peças produzidas por um design ou por um agência.

Geralmente, o objetivo de uma campanha é alcançar milhões de pessoas e, no processo, levar informação verdadeira, com qualidade, para mudar a realidade e conseguir apoio a uma luta.

Se você chegou até aqui é porque percebeu que esses são somente o primeiro e o segundo passos, de um processo longo de transformação de opinião.

Agora, é essencial dar o segundo passo. Então entre em contato conosco clicando no botão abaixo para que possamos te ajudar em sua próxima campanha.