Mais Transformação

Como a cultura ajuda construir uma sociedade mais justa?

3 de agosto de 2017
Junte-se a mais de 7.000 lideranças

Entre para nossa lista e receba conteúdos sindicais exclusivos e com prioridade

sintracom_legislacao-39_01

Imagine uma sociedade em que todas as pessoas têm livre acesso à informação, ao cinema, ao teatro, à biblioteca e ao museu. Em que as diferenças de cor, língua, raça e etnia são respeitadas e valorizadas. Parece um mundo ideal, não é mesmo?

Mas, por incrível que pareça, esses são direitos de todo cidadão, ainda que estejam longe de se tornar uma realidade no nosso país.

Por meio do estímulo à proteção e à diversidade cultural, uma sociedade torna-se mais justa. Ou seja, com menor desigualdade social, preconceitos, intolerância e desrespeito aos diferentes modos de vida.

“Os governantes devem promover políticas públicas de incentivo à cultura. Seja por meio do teatro, da dança, do circo, dos livros, do grafite, da pintura ou dos filmes, todas as produções culturais ajudam na construção da cidadania, na valorização e no respeito aos direitos humanos”, explica o presidente do Sintracom Londrina, Denilson Pestana da Costa.

“Quando conhecemos e respeitamos os diferentes modos de vida dentro de uma sociedade, passamos a ter uma cultura de acesso aos serviços públicos para todos, de inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e de igualdade econômica”, completa o presidente.

É justamente por isso que várias pessoas e entidades lutam em defesa do acesso universal da população às produções culturais, uma vez que essa valorização ajudará a sociedade a quebrar preconceitos e a se tornar mais justa para todos.

Fonte: Sintracom Londrina

Produção: Abridor de Latas – Comunicação Sindical

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *