Mais Sindicato

11 exercícios para sindicalistas se comunicarem melhor

14 de novembro de 2019
Junte-se a mais de 7.000 lideranças

Entre para nossa lista e receba conteúdos sindicais exclusivos e com prioridade

Algumas pessoas falam tão bem que parecem ter nascido com o dom da comunicação, não é verdade? Muitos até acreditam que não dá para fazer os sindicalistas se comunicarem melhor se ele já não nascer pronto.

A boa notícia é que a oratória é algo um fundamento que pode ser trabalhado, estudado e aprimorado ao longo da vida.

Mesmo quem não se sente muito confortável discursando numa assembleia ou em qualquer outra atividade do sindicato pode evoluir e conquistar qualquer um com sua habilidade de mobilização!

Separamos algumas dicas de exercícios simples para qualquer dirigente sindical chegar lá. 11 exercícios para sindicalistas se comunicarem melhor

Exercite sua respiração

Condicionar a respiração é um exercício básico de fonoaudiologia, já que regular a passagem de ar pelas cordas vocais é fundamental para falar melhor. 

Treine inspirar fundo expandindo o diafragma ao máximo possível, expirando o ar lentamente enquanto emite o som de letras que costumam ter pronúncias mais complicadas – como F, S, C e X.

Treine seus gestos

A linguagem corporal é um instrumento poderoso para passar segurança e confiança aos trabalhadores. Ensaie em frente ao espelho, observando sua postura e usando as mãos sempre que precisar explicar algum assunto complexo.

Evite cruzar os braços e puxar ou esconder os dedos – isso pode demonstrar medo ou ansiedade.

Posicione as mãos corretamente

Além de saber como gesticular, também é importante treinar o posicionamento das mãos. Alguns hábitos, como coloca-las nos bolsos, podem dar a impressão de insegurança e reduzir a credibilidade do discurso.

Para assembleias, é fundamental treinar o costume de sempre manter as mãos acima da mesa, e não embaixo dela. Mantenha seus braços onde todos possam ver e sempre use gestos para explicar suas ideias.

Eduque sua coluna

A postura tem um papel importante para a linguagem corporal, porque transmite segurança e tranquilidade para o público.

Mas, além disso, manter as costas curvadas também pode atrapalhar sua respiração e, consequentemente, a projeção da voz.

Por isso, exercite manter a coluna ereta!

Movimentos de cabeça

Por incrível que pareça, exercitar a musculatura das regiões da cabeça e do pescoço pode melhorar a respiração e combater alguns problemas de dicção, como voz anasalada.

Uma vez ao dia, experimente alongar seu pescoço girando a cabeça para os lados, fazendo movimentos de “sim” e “não”.

Também vale encostar as orelhas nos ombros, em três séries de 15 segundos.

O poder dos trava-línguas

Os trava-línguas são fundamentais para melhorar a dicção — ou seja, a forma como as palavras são pronunciadas.

Além de divertidas, as frases condicionam o cérebro e os músculos faciais a comunicar de forma mais clara.

Leia textos em voz alta

Como quase tudo na vida, falar bem é treino.

Uma forma bem simples de treinar a oratória é escolher alguns textos e ler em voz alta frequentemente.

Tente brincar com escritos que tenham tons diferentes – imperativos, descontraídos e formais, por exemplo. Assim, você também consegue ajustar a entonação.

Grave sua voz

A voz que chega aos nossos ouvidos é diferente daquela que é ouvida pelos interlocutores.

Por isso, uma boa estratégia é gravar sua voz e ouvi-la.

Será mais fácil perceber cacofonias, vícios de linguagem e pontos que precisam ser melhorados.

Contato visual também importa

Para algumas pessoas – principalmente as mais tímidas – fazer contato visual durante um discurso pode ser um desafio imenso. Para um dirigente sindical, essa habilidade é fundamental.

Treine essa capacidade aos poucos, em atividades menores e mais informais. Depois, se arrisque em eventos maiores.

Perceba como o poder de persuasão dos seus discursos vai mudar!

Enriqueça o vocabulário

Um bom orador explora a língua portuguesa e encara as palavras como peças de quebra-cabeça – sempre há um termo perfeitamente adequado para a ideia que quer ser transmitida.

Na hora de escrever o resumo para sua fala, tente trocar termos repetidos. Teste o som das palavras e veja se as frases não estão gerando cacofonias.

Lembre-se também de sempre levar em consideração o perfil da sua audiência.

Não adianta escolher palavras muito cultas para utilizar em um espaço informal.

Comunicar bem é comunicar de forma simples e efetiva!

Aprofunde seu conhecimento

Já vimos que o poder da comunicação pode ser desenvolvido com treino e persistência.

Porém, mesmo um orador experiente pode cometer equívocos se tentar seguir uma fórmula mágica.

Quem se preocupa só com uma coisa ou outra (só com as técnicas ou só com o conteúdo), e esquece de tomar cuidados especiais, pode colocar tudo a perder.

Abordar um assunto no momento errado, desconhecer o tema a se tratar, não olhar nos olhos das pessoas… Pequenos deslizes que podem resultar grandes tragédias.

A categoria espera o melhor de seu sindicato. E se isso não é bem comunicado, existe um problema a ser corrigido imediatamente. Por isso é tão importante os sindicalistas se comunicarem melhor.

Estar atento a esses detalhes também é uma habilidade a ser desenvolvida. Por isso, leia nossas 15 dicas para um líder sindical se comunicar bem. É só clicar aqui ou na imagem abaixo.

Faça sua parte, baixe aqui nosso conteúdo e se comunique melhor com a base.

ebook líder sindical se comunicar bem

Equipe Abridor de Latas Comunicação Sindical

Hey,

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *